Bola na Copa e Vinho no Copo

7 de junho de 2014 às 21:21

Com a bola tudo é lúdico.Que me perdoem os amantes dos outros esportes que são a evolução da sobrevivência humana desde as cavernas:correr,atirar, lançar,arremeçar,andar de barco,a cavalo,esquiar,boxear,esgrimir..

Não existe nada tão genial como a bola: não  tem cantos e nem ângulos e é perfeitamente redonda por natureza( os americanos inventaram a bola oval,mas não conta,rsrsrs).

Embora uma marca de cerveja tenha usado o termo “redondo”,ē uma palavra usada pelo mundo do vinho hå muito tempo:diz-se do vinho que é sedoso e aveludado na boca,tem pouca adstringência dos taninos ( que travam) ,característica que vai desaparecendo na medida que o vinho vai envelhecendo.Então,bola e vinho são redondos.

De todos os esportes com bola,o futebol é o rei ,embora não seja igual em todos os países.Dos  que vêem ao Brasil na Copa,muitos jogam um bolão no mundo do vinho,outros nem tanto.Vamos separa-los por “Grupos de Vinho” pelo destaque dos países na produção ou consumo,diferente dos grupos A,B,C,D,etc sorteados pela FIFA.

Jogam um bolão e escalamos pelo Velho Mundo (Europa ampliada) 4 países do Grupo de elite pela diversidade ,amplitude e consumo :França ,Itália,Espanha e Portugal .E colocaria na reserva a Alemanha em destaque,alem de Grécia ,Croácia ,Bósnia  e a Suíça ,nesta ordem.

 

E para enfrenta-los, pelo Novo Mundo ,escalamos os 4 paises de elite mundial no vinho :Chile,Argentina,Austrália e USA. E na reserva o Brasil e o Uruguai.

E segue-se um Grupo de países que tem pouca presença na produção,mais pelo consumo :Inglaterra (em alto nível),Holanda,Bélgica ,e depois a Rússia,Japão e Correia do Sul.

E outro Grupo  sem expressão mundial no mundo do vinho hoje:

Das Américas:México ( mas tem vinhos muito interessantes sobretudo no Novo México),Colômbia ,Equador,Costa Rica  e Honduras

Da África :Há pouco destaque mundial no vinho  mas tem produções para consumo local :Argélia (  alguns vinhos interessantes!),Costa do Marfim e Nigeria.Gana e Camarões ,sem representatividade.

No Oriente,o Irã não tem participação oficial  até por ser proibido pela religião local.

Alguns destaques destas seleções  players mundiais pelo Velho Mundo:

França : Bordeaux,Borgonha,Champanhe,Rhone.

Itália: Barolo,Barbaresco,Brunello,Chianti,Amaronne ,alem de seus

vinhedos e castas únicas em todo território nacional.

Espanha: suas regiões produtoras  ( como Rioja e Ribeira del Duero) ,seu  tempranillo como uva destacada ,as Cavas da Cataluña e seus vinhos tintos de estrutura com bom tempo de barrica .

Portugal : suas regiões como Douro,Alentejo,Dão,Vinhos Verdes e seus fortificados como Porto,Madeira e sua bela uva  Touriga Nacional e inúmeras castas nativas.

Alemanha :seus Rieslings sensacionais.

E os destaques  da elite do Novo Mundo:

Chile: Espetacular Cabernet Sauvignon alem de Shiraz,Merlot,Carmenere e belos brancos Sauvignon Blanc e Chardonnay.

Argentina:Terra dos grandes Malbecs

USA:Napa Valley como grande destaque e seus cabernets e cortes.

Uruguai: Tannat e cortes  cada vez melhores

Brasil:pelos seus refrescantes Espumantes e crescente aumento de qualidade de seus tintos ,sobretudo na região da Campanha Gaúcha.

E agora vamos deixar a taça e a bola rolar.

Que vença o melhor,desde que seja o Brasil.E aí poderemos levantar a taça e brindar !timtim!

Bookmark and Share